A minha opinião sobre a sua missão de vida

Será que o tema missão de vida é assim tão complicado?

Uma das questões mais badaladas acerca do potencial humano, está relacionada à missão de vida individual ou colectiva. Existem imensas teorias acerca desta temática, e muitas opiniões contraditórias.

A minha opinião mais sincera prende-se com a forma como cada pessoa se relaciona com essa questão e se de uma forma geral limita ou facilita um processo geral de desenvolvimento pessoal, na teoria e aplicado na prática. Portanto hoje irei dar a minha opinião sobre esta temática e espero poder ajudá-lo de alguma forma.

encontrar-a-missão-de-vida

Acredito que todos neste mundo viemos com talentos e dons especiais ou que durante a evolução em vida desenvolvemos um conjunto de skills e aprendizagens que nos permitem ter um aprendizado significativo que pode ser colocado ao serviço de outros. Normalmente quando as pessoas dizem fazer isto na sua vida elas sentem-se e referem sentimentos de felicidade e alegria.

E também acredito que todos os seres humanos têm um conjunto específico de necessidades, para além das fisiológicas, que nos podem dar uma direcção forte para o caminho a percorrer.

De uma forma geral, a nossa missão de vida está ligada no meu entendimento a uma primeira instância de evolução. Acredito que uma das coisas mais comuns a cada ser é a evolução.

Numa parte importante da evolução e gosto de colocar as “grandes inferioridades” da pessoas. Uma das grandes aprendizagens que a vida nos pode dar e estar ligada a nossa missão é a forma como encaramos as inferioridades, a forma como nos relacionamos com elas e em suma as estratégias que podemos desenvolver para superar e alavancar todas essas aprendizagens, para proveito próprio ou proveito da sociedade em geral.

Estar em paz com todas elas, e as aprendizagens que daí decorrem são talvez pérolas importantíssimas para a nossa vida.

Lá atrás quando me referia às “grandes inferioridades”, na verdade elas apenas eram percebidas dessa forma em determinado momento da história porque no futuro elas podem ser grandes trunfos e poderes inigualável para servir grandes feitos pessoais e colectivos.

Vemos pessoas que levam vidas de luta, sem nunca tentarem novas aprendizagens ou alternativas de lidar com as “ditas inferioridades”. Isso coloca-as em estado de sofrimento e tristeza, sem nunca pedirem ajuda ou tentarem forma alternativas. Dessa forma adiam sucessivamente aquilo que poderia ser uma fase de alavancagem.

Esta é uma parte da missão! E a outra parte.

Outras das questões que acho que deve fazer parte da da nossa missão está relacionada com aquilo a que consideramos mais importante para a nossa vida, aquilo que são desejos profundos e intenções grandes para a nossa vida.

qual-a-intenção-vida

Vê mos coisas que nos dizem muito, que apreciamos e que gostamos. De uma forma geral viver essas coisas, tê-las na nossa vida, de uma forma equilibrada e satisfazendo as nossas necessidades psicológicas são uma grande guia a seguir.

Acredito que pode ter várias missões para as nossas vidas. Dependendo da nossa área de actuação ou contexto em que estejamos podemos ter intenções mais precisas.

Para mim falar de missão de vida, propósito de vida ou grandes intenções para o mundo é o mesmo conceito, pelo que é de extrema importância termos na nossa vida tempo e espaço para reflectirmos acerca deste assunto. Se precisar de apoio sobre as áreas da missão ou propósito veja livro e blogs sobre esta temática, sendo que uma recomendação pode o site http://mypropositodevida.com/.

Você já tentou definir objectivos específicos para a sua vida e não conseguiu cumprir?

Afinal será mesmo uma ciência a definição de objectivos!?

Pois eu não sei se é ou não uma ciência, mas acredito que, depois de ter observado muitas pessoas e a forma como atingem os seus objectivos nas várias áreas da sua vida, existe um padrão que merece bastante atenção.

A definição de objectivos é extremamente importante na nossa vida e ajuda-nos a estabelecer um foco muito maior na nossa vida. Foca-nos naquilo que queremos e na aquisição de estratégias para alcançar os objectivos. E como já devíamos todos saber, para onde vai a nossa atenção flui a nossa energia.

definir-objectivos

Eu costumo falar em definição de objectivos para as várias áreas da nossa vida. Costumo propor aos meus clientes que definam objectivos para a área física (saúde, níveis de energia, corpo, peso, imagem corporal); área emocional (a forma como se relacionam consigo e com os outros, nos vários relacionamentos); área mental (relacionado à forma como pensam, crenças, convicções); área financeira (forma como se relacionam com o dinheiro, quanto querem ganhar) e ainda a área mais ligada ao propósito de vida (relacionada com o significado mais profundo para a vida, as intenções mais profundas para as suas vidas, e a forma como se imaginam a dar o seu maior contributo ao mundo).

 

Uma recomendação que gosto especialmente de dar sobre as nossas intenções mais profundas ou propósito de vida

Uma das formas de dar mais força aos nossos objectivos por mais simples que eles sejam de concretizar e ligá-los aos nossas intenções mais profundas, é ligá-los a coisas que são extremamente importantes na nossa vida e de como isso poderia transformar e alavancar as nossas intenções mais profundas.

Por isso recomendo sempre que alinhemos os nossos objectivos com os nossos propósitos ou intenções mais profundas para cada área da nossa vida. Se achar interessante e quiser aprofundar esta temática, pode ler este artigo aqui sobre propósito de vida.

Reparem que esta questão é bastante individual e cada pessoa tem a sua forma específica de se relacionar com ela. Não existe certo nem errado. Costumo trabalhar com pessoas alertando-as que esta é uma forma de traçar objectivos para as suas vidas, mas que a sua forma é a que mais importa seguindo este modelo que lhe irei explicar. Peço também que não façam qualquer tipo de julgamento e que sonhem o mais que puderem, e posteriormente já iremos deixar para segundo plano a forma como iremos definir estratégias para chegar aos sítios pretendidos.

 

A primeira grande tecnologia e bastante conhecida como SMART.

Já ouviu falar em objectivos SMART? Pois bem, esta foi o ponto de partida para várias jornadas incríveis na minha vida e que tenho partilhado de forma consistente na minha vida ao longo dos vários anos. Foi desenvolvida nos anos 70 tem-se mantido até aos dias de hoje.

Diz-se que um objectivos SMART tende a ser mais facilmente atingido e mantém as pessoas mais focadas em atingi-lo.

definir-objectivos-smart

Irei então explicar quais as características que os objectivos devem ter para que sejam mais facilmente concretizáveis. Eles devem ser:

  • Específicos: Ao olhar para a descrição de um objectivos, qualquer pessoas deve perceber de forma precisa do que estamos a falar.
  • Mensurável: Tem que ser possível de medir. Deve ser possível saber se estamos a evoluir no nosso objectivo, e saber quando o atingimos. Por vezes existem objectivos envolvem pequenas tarefas e a sua forma de medir é apenas se foi ou não atingido.
  • Accionável: Ele deve depender de mim para estar em andamento.
  • Realista: Ser realista significa que a pessoa acredita nesse objectivo. Não vale a pena propomos determinados objectivos se lá no fundo não acreditamos neles.
  • Temporal: Sim, esta é muito importante e a maioria das pessoas esquece-se. O objectivo tem que ser definido no tempo, tem que ter uma data limite. Caso contrário o nosso inconsciente, apercebe-se que tem tempo e desta forma não vai mobilizar os recursos que achar necessário. Não esquecer.

Agora que já tens uma metodologia, para definir os teus objectivos nas várias áreas, espero que passes para a acção e ponhas no papel. Escreve da forma mais poética que achares, pois afinal são os teus objectivos.

Descobre um dos nutrientes mais preciosos para a vida!

Como saber se a sua saúde tem o grande nutriente que falta?

Como saber qual o grande nutriente que falta? Isso parece conversa de médico, certo? Pois bem, a resposta é sim e não. Acredito que alguns médicos saibam e valorizem aquilo que aqui falamos, outros acham que este assunto é mera conversa da treta.

E sabe que mais, não vejo problema nisso. Acredito que cada um pensa e comporta-se da forma que se comporta pois tem em si alguns mecanismos inatos e aprendidos que o fazem comportar de determinada forma para satisfazer um conjunto de necessidades da da forma mais eficaz que acreditam.

como-encontrar-o-grande-nutriente-da-vida

E existem inclusive alguns colegas médicos com quem partilhei esta visão, e são completamente de acordo.

Portanto vamos a isso, e deixo ao seu critério ser o mais crítica possível em relação à minha opinião, visto que acerca deste nutriente existem muitas opiniões e dilemas. Mas antes disso, deixe-me fazer um alerta de segurança.

Mas afinal que nutriente tão precioso se trata?

Pois bem, vou tentar ser o mais directo possível. Este nutriente que falo não é propriamente um nutriente como se fala a nível alimentar. Nutriente foi o termo que eu encontrei para dar suporte ao texto e dar ainda mais importância para ele estar na nossa vida.

O nutriente é objectivamente aquilo a que muitos chamam de propósito de vida!

Propósito de vida, deve-se estar a perguntar que coisa é essa e porque isso é importante na nossa vida?

Não irei especular muito acerca deste tema pois ele pode ser visto de várias formas, e de diferentes perspectivas. Para algumas pessoas é aquilo em que acreditam que vieram fazer nesta passagem, para outros é apenas viver aquilo que lhes desperta mais atenção e lhe faz sentir emoções mais intensas e fortes, para outros é a grande contribuição que pretendem trazer para o mundo.

E sabe que mais? Todas estão corretas e todas são válidas. Não existe nada de errado em ligar-se da forma que quiser ao seu propósito.

Já se imaginou como se sente quando faz coisas que o apaixonam, quando faz coisas que o deixam com um sorriso na cara, como se sente quando entra em contacto com determinadas coisas que o deixam feliz, contente, entusiasmado?

Pois a resposta é bastante obvia, no meu entender!

Mas deixe-me também perguntar, como se sentes quando faz coisas de que não gosta, coisas que o fazem sentir mal, algo que não o preenche, algo que o faz sentir emoções que não gosta propriamente?

É bastante diferente, digo eu!

Mas sendo esta uma questão tão importante para a maioria das pessoas…

Porque nos dias de hoje passou a ser completamente ignorado a procura do propósito de vida e muita vezes considerada um capricho?

Acredito de a nossa sociedade passou a ser condicionada por uma estratégia tão subtil que muitos nem nos apercebemos. E da forma como nos foi apresentada a possibilidade para a nossa vida, assim nós a aceitamos e estamos a viver.

como-encontrar-o-propósito-de-vida

Vivemos numa sociedade em que se colocam crianças muito pequenas 8 horas por dia sentadas, condicionadas a estudar aquilo que outras pessoas decidiram estudar, com o propósito de entrar na faculdade, tirar um curso, casar e ter filhos…ah e esperar pela morte!

Pouco se questiona acerca das necessidades individuais, paixões pessoais e intenções mais profundas, ou mesmo o nosso propósito de vida. Muita gente acha que isso são perguntas tão disparatadas que nem perdem tempo para ouvir uma opinião diferente. Se tem realmente interesse em pesquisar mais sobre esta temática e descoberta das nossas paixões e intenções mais profundas, pode ver aqui o livro propósito de vida, com um método passo-a-passo para encontrar o seu. Acredito que pode ser uma viagem bastante engraçada e divertida.

O mundo mudou, as nossas mentalidades mudaram, mas querem-nos obrigar a comprar aquilo que não nos faz falta, a julgar que precisamos de algo que nos vai fazer feliz. É hora de parar e criticar as nossas acções diárias, as nossas intenções, as nossas emoções.

O que acontece à nossa saúde quando não prestamos atenção ao nutriente básico?

No meu caso foi terrível! Habituado a uma concepção familiar de ganhar mais e mais dinheiro para comprar carro e casa, que me levou a sentir na obrigação de continuar a trabalhar 12 horas por dia, sem tempo para cuidar de mim, nem para cuidar daqueles que me eram próximos.

O resultado, foi o episódio de uma panela de pressão ao lume. Aquece, aquece e um dia rebenta. Depressões, stress, ansiedade, medo do futuro, normalmente são sintomas que bem explorados podem ser preciosos na busca de um novo rumo para as nossas vidas.

Espero que faça sentido para ti! Obrigado.

 

Cuidado com a moda do glúten!

Afinal a moda dos alimentos sem glúten é para levar a sério?

Muito se fala nos jornais, revistas, blogs sobre os malefícios do glúten. Chegam-nos diariamente vários livros apontando artigos científicos vindos de todos os lados que nos têm deixados de cabelos no ar.

Uma coisa é certa os números das pessoas sensíveis ao glúten ou com intolerância ao glúten são cada vez maiores e atacam cada vez mais crianças e jovens.

E a pergunta mantém-se…

perigos-da-moda-do-glúten

O meu objectivo com este artigo é proporcionar uma visão crítica sobre o tema e deixar claro alguns factos e situações e levantar algumas falsas questões (ou não).

Vejamos…

Será que todos devemos passar a fazer uma dieta sem glúten?

Uma coisa é certa, quem tem sensibilidade ao glúten ou intolerância terá certamente que deixar de comer glúten e adequar a sua alimentação ao seu organismo.

Existe uma lista de alguns sintomas a que as pessoas devem estar atentas e por si próprias tentarem começar aos poucos a mudar a sua alimentação. No entanto, a pergunta que se coloca é se as pessoas que não têm nenhum sintoma se devem excluir totalmente da sua alimentação.

Num artigo que li, no portal da Sapo, uma nutricionista falava sobre estas questões. Vou aqui tentar resumir um pouco da sua entrevista.

Um exemplo que a nutricionista relata na entrevista foi um caso de um senhor que optou por iniciar uma dieta sem glúten apenas porque a esposa era celíaca. Apenas por uma questão de comodismo na confecção das refeições e para acompanhar a esposa decidiu começar uma dieta sem glúten.

Apesar de não ter nenhum sintoma, refere que ao longo dos dias ia-se sentindo ligeiramente diferente. Uma das coisas que referiu quase de imediato foram as melhorias a nível do transito gastro-intestinal, diminuição da sensação de enfartamento e diminuição da sensação de inchaço abdominal.

Será que estamos perante um novo paradigma na saúde

A opinião de alguns nutricionistas, é que se antes a dieta sem glúten era recomendado apenas aos utentes celíacos ou com sensibilidade, hoje já não é bem assim.

A realidade nos consultórios é bem diferente de alguns anos atrás. Hoje cada vez mais pessoas por apresentarem alguns sintomas que consideram relevantes e relacionados com a doença celíaca, preferem iniciar a dieta e pedem opinião de como fazê-lo em segurança.

alguns-sintomas-intolerância-ao-glúten

Algumas pessoas referem um conjunto indesejável de sintomas e pedem opinião. Alguns sintomas passam por:

  • Diarreias;
  • Tonturas;
  • Obstipação;
  • Sensação de enfartamento;
  • Náuseas;
  • entre outros;

Como de deve proceder afinal com a questão do glúten

Os especialistas alertam para o perigo das modas e que devemos não embarcar nela sem sentido crítico. Ora vejamos.

Cada caso é único e não devemos fazer generalizações. Não é recomendada a sua eliminação total ou parcial, nem surte efeitos positivos em todos os casos. Segundo opinião da nutricionista entrevistada, Susana Felix, só devem,os excluir o glúten em duas situações:

  • Após a confirmação do diagnóstico de doença celíaca;
  • E em casos de utentes que manifestem intolerância, sensibilidade ou alergia (após alguns testes médicos). E nestes casos pode ser total ou parcial.

Já falamos aqui em alguns benefícios apontados pela exclusão do glúten da nossa alimentação, no entanto uma recomendação pessoal é que esteja atento ao seu organismo e procure ajuda de um profissional adequado para o guiar no processo.

Caso identifique alguns sintomas, comece por fazer pequenas alterações na sua dieta. Comece por alterar o tipo de massas que consome, pode começar a fazer pão caseiro sem glúten em sua casa (muito simples e mais barato, se quiser pode se informar clicando aqui), eliminar as farinhas, e tudo aquilo que tenha trigo ou centeio. Acho que que é um bom começo. Mas pode sempre comprar um livro de receitas e adequar ao seu estilo de vida.

Alguns mitos acerca da dieta sem glúten

Como já referimos existem situações que não são muito recomendadas de fazer e nunca devemos fazê-lo sem acompanhamento.

E ainda assim, quero reforçar que apesar de algumas indústrias se estarem a aproveitar da moda assumem vários benefícios. Como já conhecido do beneficio para emagrecer. Alerto e repito que não é uma forte eficaz e saudável para emagrecer de forma saudável e duradoura.

Propósito da Herqq.Org: Portal da Saúde

O grande propósito do projecto Herqq.Org

O herqq.org é um projecto que surgiu com o intuito de informar a população em geral, em vários assuntos do dia-a-dia.

Gostaríamos de oferecer aos nossos leitores os mais variados temas nas áreas que achamos mais pertinentes para várias gerações. Não sendo um blog específico, gostaríamos de salientar a forma divertida como escolhemos os nossos redatores.

Fomos escolher médicos de várias áreas de especialidade, nomeadamente na área alimentar, neurológica, suplementação. Escolhemos especialistas em nutrição funcional e detox.

conheça-as-especialidades-médicas-da-herqq.org

Vamos dar especial destaque à Saúde na mulher e iremos abordar temas como adolescência, puberdade, menstruação, cuidado aos filhos, e cuidado na pele, entre outros.

Como é formada a equipa editorial do Herqq.Org

Temos vários técnicos especializados em problemas motores nas crianças e adultos, como escolioses, problemas de crescimento na infância, no joelhos e coluna, entre outros.

Os nossos redatores costumam viajar o mundo e ainda acabam por nos trazer as mais variadas histórias de especialistas das áreas que falamos anteriormente. A equipa conta com vasta experiência e pretendemos passar dicas e estratégias gerais para simplificar a vida de várias gerações.

Agora deve-se estar perguntando, como conseguimos tanto conhecimento. Uma das estratégias que vamos adoptar é estabelecer parcerias mundiais, no sentido de entregar na língua portuguesa algum conteúdo inglês. Para isso iremos pegar algum conteúdo de especialistas internacionais e reeditar de acordo com a visão e experiência de vida de cada um.

Quais as principais parcerias do Projecto nas área da Saúde

Estabelecemos algumas parcerias mundiais, para as mais diversas áreas, nomeadamente:

1- Dermatológica Skin Care: https://www.dermalogica.com/;

Aqui iremos abordar várias temáticas relacionadas com os cuidados de pele, acne, psoríase, dermatite e cuidados com o sol.


2- Baylor Scolioses Center: http://www.baylorscoliosiscenter.com/

Aqui iremos falar de uma das maiores doenças que afectam que afectam as crianças, a escoliose e de qual a melhor abordagem para aliviar as dores, sem recorrer a medicação.

3- The Knee Society Update: http://www.kneesociety.org

Iremos falar com alguns especialistas da área ortopédica e tentar esclarecer a população de qual é a melhor solução para prevenir degeneração nos joelhos e dores articulares nos joelhos.

imagem-knee-ou-joelho

4- Web Md Magazine: http://www.webmd.com/

Aqui temos o maior site no que diz respeito a várias temáticas da área da saúde. Recomendamos que subscrevam todas as novidades deste site e acompanhem alguns blogs a opinião das mais variadas temáticas

5- Nutrition Facts: http://nutritionfacts.org/

Este é o maior site de autoridade sobre nutrição. Ele é médico especialista em nutrição, e autor assíduo no New York Times. É também conhecido pela sua atitude altruísta para doar todos os seus rendimentos provenientes de livros para instituições de caridade.

6- Dermatology Skin Care: http://www.dermatologyandskincare.com/

O Skin Care é um termos inglês que também já chegou ao Brasil e está associado aos cuidados de pele. Aqui esta área está mais dedicada às mulheres, mas recentemente também está aumentando a pesquisa por parte dos homens. Iremos abordar as novas estratégias e metodologias para lidar com rugas, acne, borbulhas

7- Gluten Free: https://www.glutenfree.com

Na área glúten-free vulgarmente designada na área de nutrição, vamos abordar quais as melhores receitas para ajudar pessoas celíacas, e também pessoas com sensibilidade. Entraremos em pormenor nas áreas que respeitam a forma como escolher massas sem glúten, apresentaremos as listas mais completas de alimentos sem glúten, iremos trazer alguns especialistas que irão nos ensinar como fazer pão sem glúten, quais as melhores farinhas no mercado e ainda quais os melhores locais para comprar os produtos.

Desta forma achamos que iremos trazer para os nossos clientes e leitores dicas impressionantes para mudar a forma como encaram a sua vida.

Ao longo dos tempos iremos atualizar mais categorias, e todas as novidades irão ser enviadas por email, apenas para aquelas pessoas que subscrevam a nossa newsletter.